sexta-feira, 28 de maio de 2010

Aula5: A teoria de Jean Piaget

Suiço (1896) formou-se em biologia e lecionou psicologia.
  • Teoria interacionista: conhecimento se dá na interação sujeito – objeto.
  • Usou suas filhas para os experimentos.
Epistemologia genética (psicogenética ou construtivismo)
  • Não era educador, queria descobrir a origem do conhecimento e não formar um método de ensino.
Equilibração majorante
  • Processo de aprender: desequilibrio, assimilação, acomodação e equilibrio.
 Desiquilibrio: conhecimento que temos do objeto é menor que o contido no objeto
 Assimilação: busca por esses conhecimentos
 Acomodação: reorganização dos esquemas cognitivos
 Equilibrio: quando o objeto não gera mais dúvidas.
Estágios do desenvolvimento (não tem idades fixas)
  • Sensório-motor (0 – 2 anos)
 Conhece o mundo pelos sentidos (atos motores) a principio involuntários.
 Inteligencia prática
 Contato com o meio direto e imediato (sem representação mental)
 Relação simbiótica com a mãe
 Fala simbólica 
  • Pré-operatório (2 – 7 anos)
 Fase do porquê e do faz de conta
 Aquisição da fala e representação mental
 Egocentrico, não tem reversibilidade
 Deixa-se levar pela aparência 
  • Operatório-concreto (7 – 12 anos)
 Noção de tempo/ espaço, velocidade, ordem e causa.
 Abstrai dados da realidade
 Tem reversibilidade 
  • Lógico-formal ou operatório formal (acima de 12 anos)
 Tem abstração total a partir de hipóteses
 Independencia 
Contribuições de Piaget para a pedagogia
  • Estágios adequados para ensinar cada conteúdo
  • Lógica da criança é diferente do adulto (trabalhou com Binet e Simon em teste de QI)
  • Desenvolvimento cognitivo continua até a morte (motivado pela curiosidade)
  • 4 fatores para passagem de um estágio a outro:
 Maturidade do sistema nervoso
 Interação social
 Experiencia física com objetos
 Equilibração

0 comentários:

Postar um comentário